Viciado em Cinema e TV (A Sequela) por Nuno Cargaleiro

Março 28 2005

Sinopse: A Dinastia Tang foi durante muito tempo um dos mais prósperos impérios da história chinesa. Mas em 859 a dinastia está em declínio, o Imperador é incompetente e o governo corrupto. A inquietação instala-se por todo o território, e muitos rebeldes armados juntam-se em protesto. A maior, e a mais prestigiosa, é uma aliança secreta conhecida como a ''Casa dos Punhais Voadores''.
A Casa opera misteriosamente. Ao roubarem aos ricos para dar aos pobres, conquistaram o apoio e a admiração do povo, e expandiram-se rapidamente. Mas também se tornaram nos mais odiados pelos governantes.
Para desespero do governo, mesmo depois de terem assassinado o líder do grupo, a Casa continua cada vez mais poderosa e tem um misterioso novo líder. Dois capitães locais, Leo (Andy Lau Tak Wah) e Jin (Takeshi Kaneshiro) são ordenados a capturarem o novo líder em dez dias. O capitão Jin faz-se passar por um guerreiro solitário de nome Wind e salva revolucionária e bonita Mei (Zhang Ziyi), da prisão. Ao conquistar a sua confiança, ele vai acompanha-la até ao secreto quartel-general da ''Casa dos Punhais Voadores''. O plano resulta, mas para sua surpresa, Jin e Mei apaixonam-se durante a longa e desconhecida jornada até a Casa.
O perigo está a espreita e a tensão sente-se no ar. Quais as mentiras que perseguem a má sorte dos dois apaixonados? Se este amor é verdadeiro, então porque têm planos nas suas mentes...e segredos nos seus corações?


Trailer

Título Original: Shi mian mai fu

Realizador: Yimou Zhang

Interpretes: Takeshi Kaneshiro; Andy Lau; Ziyi Zhang

Yimou Zhang já nos tinha comprovado com "Herói" que é um realizador para ter-se em conta. "O segredo dos punhais voadores" assim como "Herói" são nas suas mãos pinturas de cores vivas que expressam vivamente os sentimentos que as personagens não falam, por opção ou por dever.

"O segredo dos punhais voadores" é um acentuar dessa ideia. Se em "Herói" o central era o conceito politico-social do sentido de herói, em "O segredo dos punhais voadores" o cerne da questão é a relação das três personagens protagonistas, e como a farsa, a paixão, o amor, e a vingança são sentimentos tão intimamente relacionados. Na realidade, nesta história não há quem não minta, quem não deixe de ocultar informações, nem que seja sobre os seus conflitos internos.

"O segredo dos punhais voadores" não é um filme político, e toda a sua temática inicial é só uma estratégia para nos enganar, deixando-nos desarmados para todas as surpresas que irão surgir. Nem nós, como espectadores, deixamos de sentirmo-nos defraudados com o enredo. Esta decisão poderá ter como implicações, em alguns espectadores, o total desinteresse pelo filme, desvalorizando o restante. Contudo, se existir um análise posterior mais cuidada, não podemos queixarmo-nos que Yimou Zhang não nos tivesse já avisado, porque ele o faz, contudo, sem expressar isso directamente nos diálogos das personagens.

Numa tradição que segue o estilo de filme "wuxia", "O segredo dos punhais voadores" não dispensa uma fotografia cuidada, com movimentos coreografados com precisão (resta dizer que Ziyi Zhang é uma "bailarina" na vida real, tal como a sua personagem cega no filme), ambientes rurais da china feudal, sem sequer negligenciar a habitual cena num campo de bambus (que é das melhores sequências de acção deste filme), habitual neste género. "O segredo dos punhais voadores" é o filme "Wuxia" que Yimou Zhang queria fazer quando realizou "Herói", um filme de aventuras incorporando factores da velha escola chinesa com o seu próprio estilo. Contudo, não deixa de permanecer uma certa sensação de vazio, pois alguns factores do filme não são muito explorados. Na verdade, Yimou Zhang teria planeado uma personagem para a actriz Anita Mui, contudo, com a morte da mesma em 2003 fez o realizador repensar todo o argumento inicial e restruturá-lo completamente. Sabendo isso fica-nos sempre a sensação que existe uma peça perdida que poderia ter sido adicionada, como se de um puzzle se tratasse.

Aparte disto, "O segredo dos punhais voadores", só peca gravemente pelo seu final demasiado longo (é de louvar a sorte que Yimou Zhang teve nesta cena, pois a neve não estaria incluída, tendo sido fruto da chegada prematura do inverno) e demasiado parecido a uma novela mexicana. Bastava que o filme tive acabado cinco minutos antes, e o impacto seria completamente diferente. É certo que Yimou Zhang quis levar o enredo ao limite (fazendo valer dos seus fabulosos actores), mas fez com que os cinco minutos finais fragilizassem o filme (mais uma vez um pormenor a fragilizar todo o conteúdo).

De um modo geral, é um filme aconselhável, que nos desperta curiosidade sobre futuros projectos de Yimou Zhang (dentro e fora do género "wuxia"; encontra-se actualmente em filmagens de "Qian li zou dan ji", uma história de um pai e filho que percorrem a China para poderem aprender ópera) e também de Ziyi Zhang (protagonista do filme "Memoirs of a Geisha" actualmente em pós-produção).

4 estrelas

</span>
publicado por Nuno Cargaleiro às 13:23

Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
19

20
26

27


arquivos
pesquisar