Viciado em Cinema e TV (A Sequela) por Nuno Cargaleiro

Julho 27 2005

Image hosted by Photobucket.com


O grande golpe deste filme é ter no elenco o nome de Jane Fonda, actriz que não filmava desde 1990, logo à 15 anos que estava completamente desaparecida da grande tela. Conclusão: ela não perdeu nada, assumindo-se como o ponto forte do filme, como seria de esperar, e esmagando, intencionalmente ou não, completamente a sua companheira de elenco Jennifer Lopez.

O argumento deste filme é bastante simples, e algo fraco diga-se. Uma rapariga romântica conhece rapaz. Rapaz olha para rapariga. Rapariga não liga. Rapaz insiste. Rapaz e Rapariga namoram. Rapaz apresenta Rapariga à Mãe. Rapaz pede Rapariga em casamento em frente de Mãe despedida ex-alcoolica com tendências psicóticas acabada de sair de uma clínica psiquiátrica. Rapariga diz sim. Mãe tem chilique. Mãe e Rapariga começam apartir daí à estalada.

O grande forte do filme é de facto Jane Fonda, que consegue criar uma megera completamente adorável (às tantas eu já torcia por ela), e Wanda Sykes, que fazendo de assistente pessoal da personagem de Fonda, é a única que consegue chegar ao mesmo nível da protagonista.

"Uma sogra do pior" não tem muito mais a oferecer do que uma boa gargalhada, ficando a história romântica completamente para segundo plano, daí não poder oferecer uma melhor classificação. O casting que escolheu Jennifer Lopez e Michael Vartan deveria ter sido refeito, pois se a primeira não chega aos calcanhares de Fonda, o segundo bem poderia ser um manequim de loja que não notavamos pela diferença.

2 estrelas
Razoável
publicado por Nuno Cargaleiro às 09:42

Julho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
16

17
18
21
23

24
25

31


arquivos
pesquisar