Viciado em Cinema e TV (A Sequela) por Nuno Cargaleiro

Junho 23 2005

Image hosted by Photobucket.com


Existe uma certa magia no cinema italiano quando quer falar sobre aspectos quotidianos. Um bom exemplo disso é por exemplo "A Bela Juventude" e o "Quarto do Filho". Conseguem captar sempre, com a maior sensibilidade e subtileza, os aspectos mais importantes das relações humanas, e expressá-las de um modo que muitas das vezes não requer qualquer tradução: através das expressões e movimentos da personagem.

"Respiro" é um filme que já se define no seu título. É uma história que se acenta na necessidade de alguém para ter espaço para respirar e poder ser ela própria. No argumento essa pessoa é a personagem de Valeria Golino (que felizmente mostra ao ocidente, tal como em "Frida", que é uma actriz de mão cheia), a Grazia. É algo irónico como o próprio nome dela joga a importância da personagem ao longo do filme.

Grazia é uma mãe de três filhos (dois rapazes e uma rapariga), casada com um pescador numa ilha pobre piscatória na costa italiana. O clima na povoação é o de uma cultura religiosa opressora e machista. Grazia destoa do resto, vivendo intensamente aquilo que sente, o que por vezes provoca o confronto directo com resto e com o marido, que ainda assim tenta dar-lhe protecção. Toda essa diferença é entendida como loucura, e nessa base que começa-se a criar um plano para afastar Grazia com o pretexto de tratá-la. Contudo, o seu filho mais velho, Pasquale, é o único que a entende verdadeiramente, e no amor que sente pela mãe, vai ajudá-la neste conflito.

"Respiro" representa numa micro-sociedade aquilo que de facto sente-se em toda a sociedade ocidental. Quer assuma-se que existam progressões ou não, o facto é que a nossa sociedade é uma sociedade que baseia-se em principios machistas e opressores (opressão essa derivada do conceito de culpa e submissão que foi fomentado pela igreja católica ao longo dos últimos tempos). Se esta sociadade reprime aquilo que parece-lhe diferente, o que de facto fará com aquilo que o é...

"Respiro" apresenta-nos uma versão algo optimista desse universo, até porque é baseado numa antiga história siciliana, apresentando-nos esperança no futuro. Contudo, também demonstra que isso não acontece casualmente, e que é preciso que seja feito algo para procurar alcançar esse objectivo.

Filme calmo e de paisagens maravilhosas, "Respiro" é um filme bom para ser visto num momento de descontracção...


4 estrelas
publicado por Nuno Cargaleiro às 11:45

Junho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13

19
20
21

26
27


arquivos
pesquisar