Viciado em Cinema e TV (A Sequela) por Nuno Cargaleiro

Julho 28 2007

 

 

 Homer Simpson: Did I save the day?

Bart Simpson: Actually, you've doomed us all!

Homer Simpson: D'OH!

 

A muito esperada passagem dos Simpsons para o grande ecrã funde-se num misto de estranheza e delírio... Que é certo que não descuida da tecnica muito treinada ao longo de 19 anos, a verdade é que não acrescenta nada de novo. "Bigger Longer & Uncut" era o subtítulo da adaptação cinematográfica de "South Park", que parece também fadada à adaptação de "The Simpsons". Embora estejamos habituados a errendos algo "weird" e "non-sence" durante as várias séries, o certo é que o conceito deste filme parece fruto de uma tentativa de jogar pelo seguro, estimulando a renovação para novas séries, e apalpando o terreno para uma "história que o público pode ver gratuitamente em casa"...

 

O mais curioso neste facto passa pela produção assumir, indirectamente, esta situação, e na maior parte das vezes gozar consigo mesma, e com todo o programa, numa jogada inteligente de "fair play" e de sentido de oportunidade.

 

Para aqueles que esperam um "episódio longo" de "The Simpsons", estão um pouco desenquadrados. A série, como estamos habituados, não está representada nos vários aspectos do dia à dia, desperdiçando personagens como o Director Skinner ou o pérfido Mr. Burns para personagens secundárias, quase cameos. Este filme gira principalmente na família amarela que se habituou em aperecer nos nossos televisores, embora seja Homer que ganhe especial destaque...

 

Quanto à história, apesar de todos os twists, é simples: Homer faz merda, Homer foge, Homer tem que concertar o seu erro. No meio disto, vemos a representação de uma família que corre risco iminente de se desmembrar, e verificamos que as histórias secundárias de Bart e de Lisa se perdem no decurso deste argumento, adivinhando que serão desenvolvidas posteriormente nos novos episódios da série televisiva.

 

O grande trunfo de "The Simpsons Movie", apesar destes "defeitos", é não se levar a sério, e como tal, servir como uma forma de entretenimento para qualquer espectador... Até o surgimento do fabuloso "Spider Pig" é um momento de humor muito bem conseguido.

 

Ao sair do cinema, o espectador não se sente defraudado, pois de facto riu do início até ao fim (e quando digo fim, é MESMO até ao último momento da ficha técnica). Contudo o fã mais entusiasmado não deixa de sentir um toque de maior expectativa, ansiado que o próximo capítulo (porque de certeza existirá uma sequela), onde tudo pareça menos "weird" e mais "yellow".

 

Apesar destes reparos, não posso deixar de reconhecer-lhe o valor como produto isolado, e como bom momento de entretenimento... Contudo, verificando-se a mesma situação num novo projecto, o mais certo é que o público (e comigo incluido) não seja tão benevolente.

 

Muito Bom

4 Estrelas

 

 

 

 

publicado por Nuno Cargaleiro às 23:50
Tags:

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
16
18
20

22
25

29
30
31


arquivos
pesquisar
 
subscrever feeds